A internet já faz parte da rotina da maioria dos brasileiros. Mas, para aproveitar tudo o que ela proporciona, é preciso contar com uma conexão robusta e preparada para lidar com as suas demandas. Afinal, interferências externas causadas por outros aparelhos ou sistemas podem diminuir a velocidade de conexão.
Nesse caso, a rede demorará mais tempo para carregar músicas, por exemplo, e os vídeos via streaming ficarão em pior qualidade. Além disso, com menos banda disponível o envio e recebimento de todos os pacotes ficará prejudicado, impactando até o uso de serviços mais simples.
Como são vários os fatores capazes de afetar a velocidade de conexão da sua internet, neste post falaremos mais sobre eles e como você pode impedir que esses gargalos ocorram.

O QUE PODE GERAR PROBLEMAS NA VELOCIDADE DE CONEXÃO?
Como dissemos, há vários fatores que podem prejudicar a velocidade da conexão na sua residência. A seguir, vejamos como cada um deles impacta o seu acesso.

APARELHOS INADEQUADOS
Ter aparelhos inadequados para o seu tipo de conexão é uma das causas mais comuns de uma baixa velocidade de conexão. Se o usuário tem uma internet de fibra ótica, por exemplo, mas sua rede é gerenciada por um roteador antigo, não será possível acessar toda a velocidade de banda contratada. Afinal de contas, esse aparelho não tem as funcionalidades necessárias para direcionar um grande número de pacotes de dados para os usuários.

GRANDE NÚMERO DE DISPOSITIVOS CONECTADOS NA MESMA REDE
A sobrecarga de aparelhos em um único roteador também reduz a velocidade da conexão. Quando o dispositivo responsável por distribuir a conexão de internet tem muitos aparelhos a ele conectado, o seu processamento fica sobrecarregado. Assim, ainda que exista banda disponível, o acesso ficará mais lento e com um número maior de erros.

LOCALIZAÇÃO DOS DISPOSITIVOS
As conexões de rede sem fio são muito utilizadas por aparelhos como smartphones, tablets e notebooks. Mas elas ainda não são capazes de burlar problemas físicos, como é o caso das conexões a fibra óptica. Um aparelho de rede mal localizado pode ter problemas para entregar um sinal robusto ao usuário, gerando quedas intermitentes na qualidade e na velocidade da conexão.

PRESENÇA DE MALWARES NO APARELHO DO USUÁRIO E NOS DISPOSITIVOS DE REDE
Vírus também podem impactar na velocidade da sua internet. Um malware consegue diminuir, por exemplo, a capacidade de aparelhos de rede lidarem com solicitações legítimas. Assim, o usuário é prejudicado e não consegue utilizar a rede.
Esse é o caso, por exemplo, dos malwares voltados para ataques DDoS. Eles ocupam toda a banda disponível para o roteador para enviar requisições para a vítima do ataque. Assim, há uma sobrecarga na rede do dono do aparelho e a inviabilização do acesso.
O mesmo vale para malwares que afetam o aparelho do usuário. Neste caso, eles podem utilizar a conexão para fins como a transferência de informações roubadas ou mesmo ataques DDoS. Assim, o usuário perde a habilidade de utilizar a internet para as suas demandas e o seu aparelho se torna uma fonte de ataques direcionados.

COMO OTIMIZAR A CONEXÃO DE INTERNET?
De fato, algumas medidas simples podem ser aplicadas para impedir que problemas de velocidade de conexão ocorram. Confira, a seguir, como otimizar o seu acesso e garantir sempre a melhor conexão possível.

ATUALIZE OS SEUS EQUIPAMENTOS
Dispositivos de rede recebem atualizações continuamente para corrigir bugs de segurança e entregar novas funcionalidades, otimizando a sua performance. Por isso, sempre verifique a existência de updates para os seus aparelhos de rede. Assim, você conseguirá melhorar a velocidade da sua conexão sem ter que comprar um aparelho novo.
Manter os aparelhos de rede atualizados, portanto, é um modo simples de garantir a confiabilidade e a performance dos seus dispositivos. Todo equipamento terá o que há de mais moderno no mercado em termos de protocolo de segurança e funcionalidades. Como consequência, pontos como a velocidade da sua conexão e até mesmo o número de gadgets que podem ficar conectados ao mesmo tempo será positivamente afetado.

VERIFIQUE A LOCALIZAÇÃO DOS DISPOSITIVOS
Como vimos, a localização de aparelhos de rede pode impactar o acesso a conexões sem fio, até quando utilizamos uma internet via fibra óptica. Nesses casos, avaliar a localização dos aparelhos que propagam o sinal é uma boa forma de melhorar a velocidade.
Sempre que possível, mantenha a antena em lugares altos, e evite manter os aparelhos próximos a locais com muita madeira ou concreto. Isso evitará os principais pontos que prejudicam a qualidade do sinal.
INSTALE PONTOS DE ACESSO PELA CASA
Em grandes residências, uma boa forma de manter o sinal de Wi-Fi ativo em todos os locais é contar com pontos de acesso. Esses aparelhos repetem o sinal de rede, ampliando o seu alcance e reduzindo o impacto que paredes de concreto, objetos de madeira e outros itens podem ter na sua conexão. Dessa forma, o usuário pode ter uma experiência de uso contínua, em que o sinal não cai ao mudar de cômodo ou erros passam a ser mais frequentes em algumas áreas do local em que ele se encontra.

CONTRATE UMA INTERNET MODERNA
Problemas de velocidade de conexão também podem ser causados por uma rede com baixa velocidade. Nesse caso, não há alternativa que não seja a contratação de uma internet mais eficiente e moderna — como a conexão de fibra óptica. Essa tecnologia pode entregar ótimas velocidades com baixo risco de interferência, e é mais estável e robusta.
Sabemos que a internet desempenha um papel fundamental no nosso dia a dia. Hoje, grande parte dos conteúdos digitais que consumimos depende da web para serem acessados como serviços de streaming. Porém, sem uma boa velocidade de conexão, você terá dificuldades para acessar todos esses serviços com qualidade. Justamente por isso, é importante buscar sempre alternativas para otimizar o seu acesso, como as que vimos neste artigo.

 

Fonte: Blog Intnet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *